16 jul, 2024
0 ° C

Como os consumidores estão gerenciando os gastos para o Dia das Mães

Em relação aos gastos, 36% pretendem comprar a mesma quantidade de produtos este ano, enquanto 34% devem comprar mais e 15% comprar menos

Shutterstock
Como os consumidores estão gerenciando os gastos para o Dia das Mães

Com a chegada do Dia das Mães, uma das datas mais significativas para o comércio brasileiro, consumidores e varejistas se preparam para um período movimentado de compras e presentes. Com base na pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise Pesquisas, podemos entender melhor como está sendo o gerenciando de gastos para o Dia das Mães deste ano.

A professora de economia e coordenadora do laboratório de finanças pessoais da ESPM, Paula Sauer, considerando a influência do preço como fator importante na escolha do estabelecimento de compra, cerca de 45% de acordo com o levantamento. “O preço é um fator determinante no processo de escolha de consumo, mas não é o único”, afirma a especialista. Ela ainda aponta algumas estratégias que amenizam o fator valor. “O comércio sabe que filho nenhum quer deixar a mãe sem presente e usa de diversas estratégias como parcelamento de preços, promoções, produtos semelhantes com preços inferiores ou mesmo estimular que os filhos se juntem para comprar um único presente se for essa a última possibilidade”, completa.

Em contrapartida, Paula alerta sobre alguns gatilhos que geralmente são usados, mas não recomenda. “Expressões como ‘tudo mundo já comprou’, ou ainda, gerar um gatilho de urgência no consumidor, ‘últimas peças’, ‘última oportunidade’ que estimulam as compras por impulso, mas não precisa ser assim. Oferecendo o produto certo para o cliente certo, as vendas são muito mais legais e o cliente fideliza”, explica.

Pagamento

Com 48% dos consumidores planejando comprar os presentes na primeira semana de maio, os varejistas devem se preparar para gerenciar o aumento do fluxo de clientes. “É essencial cuidar com zelo das atualizações do estoque e logística, garantindo uma experiência de compra satisfatória para os clientes”, destaca Paula. Que completa explicando sobre a importância de todo ciclo da venda: “usar os multicanais de vendas, caprichar na logística e no pós-venda, cuidar minunciosamente dos prazos de entrega para garantir que não haverá frustração e descontentamento em uma data tão delicada. Depois da data, nos casos de troca, lembrar que nem todos tem o domínio no trato com a internet e inteligência artificial, muitas vezes preferindo tratar diretamente com uma pessoa, principalmente, pessoas de mais idade, que se sentirão mais seguras ao ouvir uma voz humana do outro lado do telefone”.

Quanto à forma de pagamento, a pesquisa revelou que 15% dos consumidores têm a intenção de dividir o pagamento dos presentes. Paula Sauer destaca que essa estratégia pode permitir que os consumidores comprem presentes melhores sem comprometer o orçamento, mas ressalta a importância de pagar à vista para evitar problemas futuros. “Pode-se comprar um presente melhor, mais útil e sem pesar no bolso de ninguém. O recomendado é que esse pagamento seja a vista, para não comprometer o limite de crédito de um dos irmãos ou em uma situação limite, sujar o nome de quem emprestou o seu nome para a compra parcelada ou a crédito”, conta.

Por outro lado, diante do cenário em que 32% dos entrevistados estão com contas em atraso e 77% estão negativados, a especialista sugere que os consumidores estipulem um orçamento máximo para a data e evitem extrapolar seus gastos. “Celebrar o Dia das Mães sem dúvida é importante, mas lembre-se de que além desse compromisso financeiro, você tem outros, despesas recorrentes, fixas e variáveis que não vão deixar de vir para você comprar o presente do Dia das Mães. Mantenha-se no seu gasto planejado, evite a tentação de deixar uma conta em aberto para fazer uma nova despesa.”

Para atender às expectativas dos consumidores que buscam qualidade dos produtos e promoções durante o período do Dia das Mães, a professora enfatiza a importância de os varejistas oferecerem uma variedade de produtos, analisarem a elasticidade preço e renda da demanda e observarem a concorrência.