Movimento Varejo

Dia do Consumidor: crescimento em mais de 40% de vendas em 2022

Na semana passada, mais especificamente em 15 de março, o comércio celebrou o Dia do Consumidor de 2022. A data é uma das mais aguardadas por quem busca boas oportunidades de compra, e com isso se tornou uma forte aliada do varejo, que cria ações especiais, descontos e queima de estoque para atrair o público — o que resultou, neste ano, em um crescimento de 40% nas vendas durante a época, em relação aos resultados de 2021.

Essa informação vem de um levantamento sobre a data realizado com clientes de serviços da SmartHint, empresa especialista em sistemas de buscas e recomendações para e-commerce da América Latina recentemente adquirida pelo grupo Magazine Luiza, aponta que o valor total das vendas apresentou um crescimento de mais de 40%.

“O ano passado foi muito bom para o e-commerce em geral, mas sabíamos que este seria ainda melhor. Muitos varejistas criaram ações especiais para a retomada das operações, então temos um cenário cada vez mais positivo e de bons resultados” afirma Rodrigo Schiavini, Diretor de Negocios da SmartHint, que também explica que os dados evidenciam que o mercado volta a ficar aquecido e que muitos consumidores esperam boas ações para adquirir novos itens:

Entre os segmentos que mais faturaram na data em 2022 estão moda e acessórios, seguido de perfumaria, cosméticos e saúde. Já os que tiveram menos pedidos foram os de sexy shop, materiais para escritório e artigos odontológicos. O ticket médio das compras foi de R$282,78 no período.

Bons resultados no Dia do Consumidor contrastam com reclamações
É inegável que consumidores sejam parte integrante da operação de qualquer varejo, e, embora números que denotem crescimento como os apresentados pela SmartHint soem agradáveis, também é importante frisar que, no Brasil e no mundo, ainda há muitos problemas entre os clientes e as plataformas.

Dados que exemplificam isso foram divulgados na semana do Dia do Consumidor de 2022 pelo Consumidor.gov.br e o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), plataformas do governo federal de reclamações dos consumidores. Segundo as informações, os serviços, em 2021, registraram quase 3,3 milhões de queixas de produtos e serviços em todo o país — um dado que contrasta bem com o acréscimo de vendas das plataformas durante o evento anual.

Fonte: Dácio Castelo Branco/CanalTech

Compartilhe:
Relacionadas
Movimento Varejo

Como a locomoção dos brasileiros impacta o varejo?

Confira algumas ideias para incrementar a sua loja e aumentar as vendas, com base nos dados da Pesquisa de Mobilidade Urbana 2022, da CNDL e SPC Brasil. Compartilhe:
Movimento Varejo

Compras públicas já podem ser realizadas de forma 100% digital por aplicativo

Empreendedores de todo o país já têm na palma da mão acesso fácil e eficiente às compras públicas do governo federal. Isso porque o app Compras.gov.br permite que todo o processo de compra na modalidade dispensa de licitação seja realizado de forma 100% digital. Compartilhe:
Movimento Varejo

Abertura de pequenos negócios continua em alta no país

No mesmo período de 2019 e 2020 foram abertos, respectivamente, 762 mil e 843 mil pequenos negócios, respectivamente. Já em 2021, o resultado foi de pouco mais de 1 milhão de novos empreendimentos. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.