Tendências e Inovação

5 inovações no serviço de clique e retire

Descontos, tecnologia de localização e horários exclusivos são algumas das inovações realizadas pelo varejo norte-americano para consolidar o compre e retire

Durante muito tempo, a demora na entrega dos produtos foi um problema para o varejo online, diminuindo seu número de vendas e dificultando a fidelização dos clientes. Uma das maneiras encontradas para solucionar esta questão foi a possibilidade de o consumidor comprar pela internet e retirar o produto na loja física.

Este tipo de serviço já existe há quase uma década, porém na pandemia virou tendência, num primeiro instante pelo medo de ir às ruas e, depois da primeira experiência, pela comodidade gerada em fazer tudo com apenas um clique.

A modalidade não é favorável apenas para o cliente: o varejista com as lojas física e online funcionando, simultaneamente, consegue alcançar um público maior e, com isso, impulsionar suas vendas.

Para melhorar a experiência do consumidor e os resultados da marca, os comerciantes norte-americanos estão desenvolvendo novos recursos e aprimorando o clique e retire. Confira cinco maneiras apontadas pela NRF – National Retail Federation para inovar este serviço no varejo. Confira:

Devoluções no local
Algumas empresas, como a Nordstorm e a Target – com o serviço de coleta Drive Up –, já disponibilizam esta opção. O cliente pode fazer todo o procedimento de devolução online e apenas deixar o produto no local combinado. A vantagem é mais agilidade no processo burocrático e adequação à rotina do consumidor.

Ofertas exclusivas
Várias marcas estão oferecendo descontos exclusivos para quem escolhe comprar online e retirar no local. Geralmente, estes descontos são para compradores experimentando o serviço pela primeira vez. Esta estratégia busca conseguir novas vendas e possíveis novos clientes.

Compartilhamento de localização
No começo da utilização do compre e retire, o cliente tinha que ir até a loja, esperar ser atendido para, enfim, retirar seu produto. Alguns varejistas implantaram serviços de GPS que já avisam para a equipe da loja sobre a chegada do cliente, acelerando todo o processo.

Redução nas taxas
Os varejos estão procurando diminuir, ou praticamente zerar, as taxas para compra e retirada. Além disso, as marcas procuram, cada vez mais, diminuir o valor mínimo necessário para fazer a transação.

Mudança nos horários
Algumas lojas estão começando o funcionamento uma hora antes e/ou encerrando uma hora depois. Esta hora extra é destinada apenas para retirada de produtos.

Com informações da NRF.

Compartilhe:
Relacionadas
Tendências e Inovação

Os segredos para ser um líder de sucesso

Para entender as habilidades que um líder precisa para realizar uma boa gestão, a Revista Varejo S.A. conversou com Caio Cunha. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Três aplicações eficientes e modernas que podem melhorar a competitividade do varejo

A tecnologia é capaz de tornar o modelo de varejo mais competitivo e lucrativo, além de garantir que os negócios se atualizem e não sejam excluídos do mercado por falta de inovação. Não à toa, sua aplicação em torno da automação de processos em busca de mais eficiência foi batizada como Quarta Revolução Industrial. E, após tantos avanços, ainda há o que ela pode contribuir para melhorar a competitividade das empresas que compõem o ecossistema do consumo e, também, o setor como um todo. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Brasileiros querem comprar mais do comércio local

Levantamento da Plataforma Gente, da Globo, aponta que 71% dos consumidores brasileiros pretendem comprar mais de negócios locais porque querem que eles permaneçam abertos. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.