Tendências e Inovação

UP Digital transforma experiência dos negócios nas redes sociais

Uma marca de brinquedos feita por mãe, pensada em cada detalhe para estimular a criatividade e a inteligência das crianças com soluções sem pilha, muitas vezes feitas a mão. Com essa proposta nasceu a Maria Criativa Brinquedos Educativos, @Mariacriativaac, sob o comando de Marissa Mourão. A médica, empreendedora e mente criativa lançou o negócio sem grandes expectativas, viu os horizontes se expandirem com a consolidação da loja física e o dobro de faturamento, após concluir o UP Digital e implementar algumas mudanças em sua empresa.

A Maria Criativa nasceu durante a pandemia e, por mais de um ano, teve suas vendas concentradas digitalmente. Foi exatamente isso que incentivou Marissa a buscar ajuda com o Sebrae. “Com a jornada do UP Digital eu fui muito bem amparada pelos mentores, consegui implementar meu Whatsapp Bussines e resolver todas as vendas online pelo canal”, relembra. Na sequência, com a melhora nas vendas, que foram impulsionadas com publicações no Instagram, a empreendedora decidiu implantar um sistema de gerenciamento financeiro. “A experiência com o UP Digital abriu meus horizontes. Enxerguei que precisava organizar melhor o controle financeiro da empresa. É curioso, porque a proposta é para a performance digital, mas, consequentemente, quando você cresce no digital, o financeiro também melhora”, recomenda Marissa.

Daniel Souza, fundador da @Xeidearte, loja de moda, arte e papelaria voltados à propagação da cultura negra, também é outro integrante do time de empreendedores que participaram do UP Digital. De acordo com o empresário, o grande aprendizado que ele retirou do curso e de suas vivências como empreendedor nas redes sociais, é a importância de construir um relacionamento humanizado com os clientes. “A presença é digital, o produto muitas vezes é digital, a venda é online, mas a conexão é com pessoas. Empreendedores precisam ter isso em mente, ao planejar o conteúdo. Não é só lançar promoções nas redes. Você precisa mostrar de onde vem seu produto, como ele é feito, de onde vem os insumos, as ideias… Tudo isso humaniza a empresa”, indica.

O empresário observa que os donos de micro e pequenos negócios têm a questão da humanização como uma vantagem, porque seus empreendimentos guardam histórias, sonhos e lutas no projeto. “Diferente de grandes corporações, as pequenas empresas carregam realizações pessoais do empreendedor por trás da marca”, complementa.

UP Digital, sua performance digital melhor gratuitamente em três encontros

Com inscrições abertas e turmas iniciando todos os meses, o UP Digital é uma solução oferecida pelo Sebrae aos donos de micro e pequenos negócios que querem crescer no universo digital. A proposta é ser objetivo e prático, o curso concentra diagnóstico de maturidade digital, mentorias, atividades práticas e três encontros online para orientações e compartilhamento de experiências.

Desde que foi lançado, em 2020, já foram atendidos mais de 3,5 mil empreendedores. A expectativa é que no ciclo de 2022, 9 mil negócios sejam impactados com o conteúdo. Para saber mais acesse aqui.

Compartilhe:
Relacionadas
Tendências e Inovação

Três aplicações eficientes e modernas que podem melhorar a competitividade do varejo

A tecnologia é capaz de tornar o modelo de varejo mais competitivo e lucrativo, além de garantir que os negócios se atualizem e não sejam excluídos do mercado por falta de inovação. Não à toa, sua aplicação em torno da automação de processos em busca de mais eficiência foi batizada como Quarta Revolução Industrial. E, após tantos avanços, ainda há o que ela pode contribuir para melhorar a competitividade das empresas que compõem o ecossistema do consumo e, também, o setor como um todo. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Brasileiros querem comprar mais do comércio local

Levantamento da Plataforma Gente, da Globo, aponta que 71% dos consumidores brasileiros pretendem comprar mais de negócios locais porque querem que eles permaneçam abertos. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Instagram é a plataforma digital que mais engaja

O acesso às redes sociais cresceu 31% em 2021 e os brasileiros contabilizaram mais 13,4 bilhões de ações nestes canais. Também foram contabilizados mais de 9,8 milhões de conteúdos produzidos, 19% acima da média de 2020. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.