Economia e Finanças

Proposta do governo atualiza tabela do IR, mas limita desconto simplificado

A segunda fase da reforma tributária apresentada pelo Poder Executivo propõe mudanças no Imposto de Renda para pessoas físicas, empresas e investimentos financeiros. Somente com a atualização da tabela do IR, que reajusta a faixa de isenção de R$ 1.903,98 para R$ 2.500 mensais, o governo estima que o número de pessoas isentas aumentará em 5,6 milhões, passando de 10,7 milhões para 16,3 milhões. Ou seja, metade dos atuais declarantes, que somam 31 milhões de pessoas. O ministro da Economia, Paulo Guedes, entregou a proposta nesta sexta-feira ao presidente da Câmara, Arthur Lira.
Opinião

Empresas têm até sábado para corrigir a Escrituração Contábil Fiscal

Os empreendedores devem atentar para a regularidade de sua contabilidade, pois a Receita Federal do Brasil (RFB) determinou que terão até o próximo sábado, 12 de junho de 2021, para corrigir informações em sua Escrituração Contábil Fiscal (ECF), ou seja, ajustar a Declaração de Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas que não retrate a realidade de suas operações financeiras.
Economia e Finanças

Começa hoje adesão à renegociação especial de dívidas com a União

Os contribuintes que têm débitos em litígio com a União podem aderir, a partir de hoje (1º), ao novo acordo de renegociação especial de dívidas. Anunciado há cerca de dez dias como medida de ajuda a pessoas e empresas afetadas pela pandemia de covid-19, o parcelamento permite que pessoas físicas e jurídicas obtenham descontos de 30% a 50% dos valores devidos.
Opinião

O apetite insaciável do Estado brasileiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) validou a incidência do Imposto de Renda (IR) sobre depósitos bancários. A decisão vale para os casos em que a Receita Federal presumir que tais valores tratavam-se de receita ou faturamento e houve uma omissão por parte da pessoa física ou jurídica.